2013.04 – As regras da Suze Orman

Na semana passada falei do Dave Ransey, então nessa vou falar da Suze Orman. A Suze Orman tem um programa semanal na TV americana sobre finanças pessoais que eu também tenho assistido como podcast através do itunes. Eu comecei a assistir esses podcasts como uma forma de manter o meu inglês afiado e também aprender um pouco sobre os temas que me interessam: nutrição, espanhol, finanças pessoais e fotografia basicamente.

Voltando ao programa da Suze Orman. Normalmente o programa tem alguns quadros recorrentes. Por exemplo, o  “one on one”, onde ela avalia a situação de uma pessoa (normalmente a beira de um colapso financeiro) e dá conselhos para sair do buraco.  Já no “how am I doing?“, a Suze avalia se a pessoa vai conseguir atingir a meta proposta, normalmente a aposentadoria em alguns anos. E, o meu favorito e mais engraçado, “can I afford it?”, quando ela aprova ou recusa o desejo de consumo das pessoas. O que eu acho mais engraçado nesse quadro é que mesmo quando ela é aprova uma pessoa que claramente tem os recursos para comprar o que deseja, ela normalmente critica aqueles desejos de consumo que considera fúteis.

Além do programa, a Suze Orman tem livros, ferramentas onlines, etc. Você pode saber mais sobre ela no seu site.

O que eu acho mais interessante no discurso dela são as regras.. Ela criou uma série de regras para diversas situações. Por exemplo, 8 regras da Suze Orman para as compras de fim de ano:

  1. Confie nos seus instintos. Sempre que sentir medo de gastar dinheiro, tome como um sinal de que está gastando dinheiro que não tem para impressionar uma pessoa que nem conhece ou gosta.
  2. Lembre-se do que se trata realmente o ato de dar presentes. As festas de Natal são a respeito de dar presentes. Mas um presente verdadeiro é o tempo dedicado, o carinho, a experiência conjunta, a consideração pelo outro.
  3. Não leve 5 anos para pagar 1 presente. Se você está comprando um presente que precisará parcelar por muito tempo, a probabilidade é de que o presenteado nem se lembre do presente quando você terminar de pagá-lo.
  4. Você está disposto a pagar 3x o preço? Com as taxas de juros atuais, um financiamento longo ou rolar o saldo do cartão de crédito pode multiplicar o custo do presente.
  5. Evite a obrigação de dar presentes. Se você não tem dinheiro sobrando, a probabilidade é de que a pessoa que estás presenteando também não o tenha. Seja honesto consigo e com os demais.
  6. Faça uma pergunta simples. Pergunte as pessoas o que elas ganharam de Natal no ano anterior. Repare no olhar delas.É provável que elas nem se lembrem.
  7. Junte os amigos e doe o presente. Porque não reunir com os amigos e ao invés de trocar presentes, propor levantar fundos para uma ONG ou para outra caridade.
  8. Troque para economizar. Dê uma olhada em casa. Você provavelmente tem coisas que nunca usou e podem ser vendidas num brechó ou mesmo presenteadas para alguém.

De novo, não estou endossando a Suze. Mas quanto mais opiniões sobre o tema melhor. Como Suze sempre diz no fim do show: “First people, then money, then things. Now you know.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu