Um ano sem comprar roupas – primeiros 50 dias

Um ano sem comprar roupas – primeiros 50 dias

Hoje fazem 50 dias que comecei o desafio de passar um ano sem comprar roupas. Como previsto minha única aquisição foi um par de sapatilhas em função da necessidade de substituir a existente.

50 dias é menos de 14% do total do ano, ainda tenho 315 dias do desafio pela frente mas já consegui perceber alguns benefícios e alguma dificuldades nesse período.

Benefícios:

  • Re-encontrei alguns itens no meu armário que estavam perdidos entre o oceano de coisas que vinha adquirindo sem critério;
  • Adotei uma espécie de uniforme para o trabalho que reduziu o tempo que eu levo para me arrumar de manhã e a quantidade de roupa para lavar por semana
  • Tive apoio de amigos e até de estranhos desde que publiquei o primeiro artigo sobre o desafio.
  • E, claro, como era esperado meu gasto com vestuário caiu para R$199,00 (a tal sapatilha) no período.

Dificuldades

  • Tudo na nossa sociedade é estruturado para nos bombardear com incentivos para o consumo. Recebo pelo menos 1 dúzia de e-mails de propaganda de promoções das lojas que eu normalmente frequentava.
  • Quando estou no escritório normalmente almoço num shopping center, e as vitrines são sempre tentadoras
  • Não sei quanto aos homens, mas creio as mulheres devem passar por esse processo de ficar imaginando que alguém vai reparar no que você está vestindo e que você está basicamente repetindo 1 das 12 camisas em determinada sequência..

Durante esse período tenho lido bastante sobre minimalismo como já tinha sugerido no primeiro artigo, e alguns autores tem dicas bem importantes para ajudar a evitar o consumo desnecessário e viver com menos:

1. Admita que você tem muita roupa. É um ótimo começo.

2. Use menos cores. A maioria de nós tem algumas cores favoritas que usamos com mais frequência – normalmente porque gostamos mais de como essas cores nos caem. Decidir intencionalmente usar menos cores se traduz em menos acessórios também (sapatos, cintos, joias, bolsas, etc). Não custa tentar.

3. Adote a ideia de único. Quando ter apenas um item for o suficiente – e quase sempre é – contente-se com um vestido preto, um maiô, um casaco de inverno, um cinto preto, um par de sapatilhas …. Preencha a lista conforme o seu estilo de vida.

4. Doe, venda, recicle e descarte. Dependendo do tamanho do seu guarda-roupa, uma revisão inicial não deve demorar muito. Eu tenho duas casas, então só consegui fazer isso em uma delas até agora. Tire tudo do armário e separe em pilhas – doar, vender ou reciclar. Só coloque de volta ao armário aquilo que você realmente vai continuar usando. Um bom começo é separar tudo que você não usou nós últimos 6 meses. Você vai se surpreender com o volume que pode descartar.

5. Doe, venda e descarte um pouco mais. Eliminar as roupas que você não usa mais é fácil. Mas eliminar as roupas que você não precisa pode ser uma decisão mais difícil. Agora que o seu armário já passou pelo primeiro descarte, dê uma segunda olhada nos cabides. Depois de cada estação, elimine tudo que não foi utilizado.

Deixe uma resposta

Fechar Menu