Orçamento doméstico

Orçamento doméstico

A minha maior dificuldade com as finanças sempre foi estabelecer um orçamento e manter-me fiel a ele durante o ano.

Assim como fazer dieta, manter um orçamento é muitas vezes associado com privação e cortes. Contudo, criar e manter um orçamento não precisa ser um processo doloroso. Se você focar em usar seus recursos para melhorar o seu ambiente, o processo se tornará cada vez mais fácil.

Além de manter uma atitude positiva, aqui temos 8 dicas para que você crie e mantenha um orçamento doméstico com sucesso:

1. Mantenha simples. Ainda que um orçamento seja uma excelente ferramenta para gerir suas finanças, pode se tornar rapidamente assoberbante se for exageradamente detalhado ou idealista. Foque nas áreas problemáticas, por exemplo, no meu caso as minhas despesas mais relevantes depois da moradia, são os gastos com restaurantes e vestuário. Administrar melhor essas duas áreas já teria um impacto importante na minha situação financeira geral.

2. Estabeleça um período. Crie seu orçamento para um período de tempo que seja longo o suficiente para dar resultado. Eu costumo fazer um orçamento mensal que cobre o ano calendário, ou seja, faço as previsões mês-a-mês de janeiro a dezembro, para capturar melhor as despesas menos frequentes como IPTU, IPVA e seguros. É melhor estar aproximadamente certo do que precisamente errado quando se trata de orçamento.

3. Inclua um fundo de emergência no seu orçamento. Ter um fundo de emergência ajuda a gerir as despesas inesperadas com o conserto do carro ou custos com medicamentos devido à doença. Se você ainda não tem um fundo de emergência adequado, aloque um percentual do seu orçamento para criá-lo.

4. Não se preocupe em encontrar o método perfeito de contabilidade. Assim como existem muitas formas de criar um orçamento, também existem muitas formas de manter os seus registros financeiros. Seja através de um aplicativo, uma planilha eletrônica ou um caderno de anotações, use o que funcionar melhor para você.

5. Garanta que todos os envolvidos estejam comprometidos. Se o seu orçamento afeta seu cônjuge, colega de quarto ou outras pessoas, comunicação sobre o plano estabelecido é crucial. Todos precisam trabalhar juntos para que o plano seja bem sucedido.

Estar aberto para discutir com as pessoas ao seu redor também ajuda você a criar uma rede de apoio enquanto coloca suas finanças em ordem.

6. Faça ajustes ao longo do caminho. Se com o passar do tempo o seu orçamento não atingir as suas expectativas, pode deduzir que o seu plano está errado. Contudo, é mais provável que você tenha apenas identificado um problema anteriormente desconhecido que precisa ser resolvido. Se você esperava gastar 10% da renda com vestuário e está gastando 20% de forma recorrente, é provável que algo esteja errado na premissa do orçamento.

7. Tente incluir ao invés de apenas cortar. Manter um orçamento normalmente significa cortar gastos em áreas menos essenciais e, algumas vezes, eliminá-los por completo. Contudo, se reduzir os gastos não essenciais não está funcionando, procure por formas de aumentar o dinheiro que entra.

8. Não se coloque em uma situação de fracasso. Fazer sacrifícios é parte de gerir seus gastos, mas se estabelecer restrições muito severas será menos provável que você mantenha o seu orçamento no longo prazo. Faça reduções graduais. Se você é viciado em café, tente reduzir a frequência do consumo ou preparar você mesmo ao invés de eliminar por completo. Se nunca atingimos nosso orçamento, é mais provável que ele seja abandonado.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu