O que não vale a pena comprar em 2010..

A Você S.A. de fevereiro traz um artigo interessante sobre 10 ítens que não se deve adquirir em 2010. Entre os destaques do artigo, alguns me chamaram a atenção:

  1. Telefone fixo.  A revista recomenda o abandono do telefone fixo e o uso do skype em seu lugar. Como meu marido trabalha em casa, decidimos que é necessário manter o telefone fixo. No entanto, a recomendação faz sentido para diversas situações. Recomendo avaliar a possibilidade de eliminar esse gasto mensal.
  2. Livros em lançamento. A recomendação da Você S.A. é aguardar o título passar ao catálogo para comprar com redução de preço ou procurar em sebos. Eu tenho 2 recomendações adicionais: a primeira é comprar no formato pocket que fica bem mais barato que a brochura normal e a segunda é frequentar a biblioteca. Quanto a biblioteca ainda estou longe de fazer bom uso dela.
  3. Combustível. Cuidado com a ilusão do preço do álcool. É preciso sempre considerar se a diferença em relação ao preço da gasolina compensa o aumento do consumo. O artigo sugere multiplicar o preço da gasolina por 0,65 e só abastecer com álcool quando o preço desse combustível for abaixo disso. Eu particularmente uso só gasolina principalmente pela autonomia. Mas não custa nada prestar atenção.
  4. Marcas líderes. Aqui a dica é esquecer a lealdade às marcas tradicionais e avaliar produtos alternativos como as marcas próprias das grandes redes de varejo. Meu marido identificou uma diferença de 20% na água mineral que normalmente adquirimos em relação a marca própria do supermercado. Detalhe: as duas tinham a mesma origem e são produzidas pela mesma empresa.
  5. Ar condicionado. Aqui tenho que discordar. O artigo recomenda uma série de alternativas para arejar a casa: trocar as lâmpadas, cultivar plantas, etc.. E ainda diz que a menos que se more no Norte ou Nordeste essas alternativas seriam eficientes. Acho que o autor precisa passar uns dias no verão de Porto Alegre e revisar a sua recomendação.

A mensagem principal aqui é não se acomodar. Sempre avaliar quais os seus gastos recorrentes que podem ser reduzidos e tomar cuidado para que as suas aquisições sejam realmente úteis.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu