Archive for the ‘Saúde’ category

Porque a força de vontade nem sempre é suficiente

agosto 30th, 2011

Uma barra de chocolate pode  te ajudar a economizar dinheiro. Não apenas alguns trocados. Se usado corretamente, poderia potencialmente economizar milhares de reais.

Essa é a chamada de uma nova pesquisa sobre um fenômeno chamado fadiga decisional, “decision fatigue” é o termo utilizado em inglês. Fadiga decisional é o que acontece quando uma pessoa tem opções em excesso. A medida que o seu cérebro cansa, você toma decisões piores.

Como publicado pelo  New York Times:

“Decision fatigue” ajuda a explicar por que pessoas normalmente sensíveis se tornam violentas em relação a colegas e familiares, gastam compulsivamente em roupas, compram junk food no supermercado e não conseguem resistir ao apelo comercial do Polishop. Não importa o quão racional e controlado você tente ser, você não pode tomar decisão após decisão sem pagar um preço biológico.

É diferente da fadiga física – você não está consciente de estar cansado – mas você está com baixa energia mental. Quanto mais escolhas você faz durante o dia, mais difícil cada escolha adicional se torna para o seu cérebro, e eventualmente você procura por atalhos, usualmente há dois caminhos muito diferentes.

Um atalho é se tornar irresponsável: agir impulsivamente ao invés de dedicar energia para avaliar adequadamente as consequências. O outro atalho é o meio mais eficiente de economizar energia: fazer nada. Ao invés de agonizar sobre as decisões, evitar todas. Adiar uma decisão muitas vezes pode trazer problemas maiores no futuro, mas de imediato, reduz o desgaste mental.

Se você já prestou atenção aos seus hábitos de consumo, provavelmente está familiarizado com a fadiga nas decisões, mesmo que você não conhecesse o termo técnico.  Eu acredito que é a fadiga nas decisões que dá momentum aos ataques consumistas, aquela tendência que o  mantém gastando dinheiro depois da primeira compra.

Força de vontade limitada
Pesquisadores estão descobrindo que força de vontade é um recurso não renovável. Algumas pessoas tem mais que outras. É possível fortalecer a sua habilidade de resistir a impulsividade e as más escolhas. Acreditem, sou um exemplo vivo. Mas ninguém é capaz de tomar decisões com a mesma qualidade o tempo todo. Vamos cansando e esgotando nossa força de vontade nos tornando suscetíveis a decisões ruins até que nossa força seja recuperada.

Esse é um fenômeno que afeta mais aos pobres do que aos mais afortunados. Porque tem menos recursos, aqueles que são pressionados pela falta de dinheiro estão sempre avaliando os prós e os contras de todas as decisões, mesmo as menores. Pode ser trivial para uma pessoa gastar R$25 em um almoço com amigos. Para outra, esses mesmos R$25 podem fazer toda a diferença em seu orçamento doméstico

A importância das metas de médio e longo prazo

maio 29th, 2011

 Depois de passar vários anos estabelecendo metas para cada ano cheguei a conclusão que é preciso ter um horizonte de planejamento um pouco maior. Assim, resolvi estabelecer 40 metas que gostaria de atingir até completar 40 anos (não vou dizer quanto tempo falta, é claro):

Metas Pessoais

1. Atualizar o blog semanalmente por um ano.

2. Falar espanhol fluentemente.

3. Fazer um curso de gastronomia fora do país (de curta duração, é claro).

4. Digitalizar todas as minhas fotos.

5. Catalogar minha coleção de DVDs e Blu-ray.

6. Catalogar minha biblioteca.

7. Concluir o curso de fotografia.

8. Me livrar das coisas desnecessárias e viver mais leve.

Metas de Aventura/Viagens

1. Obter a minha certificação para mergulhar.

2. Visitar a Escandinávia.

3. Visitar a Rússia.

4. Visitar o Caribe.

5. Dirigir a Rota 66 num conversível.

6. Mergulhar na Grande Barreira de Corais (Austrália).

7. Ver o sol nascer em Machu Pichu.

8.  Assistir aos festivais de Páscoa na Andaluzia.

Metas Profissionais

1. Me tornar sócia.

2. Completar um mestrado.

3. Identificar uma alternativa de renda.

4. Participar de Conselhos de Administração de empresas de capital aberto.

5. Atingir 10.000 visitantes no site num período de 3 meses.

6. Lecionar num curso de pós-graduação

7. Participar ativamente de instituições de classe e de mercado (Ibracon, CRC, FIERGS, IBGC)

8. Formar sucessores.

Metas de Saúde/Bem-estar

1. Pesar 54kgs em 31 de março de 2012.

2. Correr 10 km em menos de 1 hora.

3. Fazer check up anualmente.

4. Participar da meia maratona da Disney.

5. Incluir vegetais em todas as refeições principais em 5 dos 7 dias da semana.

6. Ficar sem tomar coca-cola (ou qualquer outro refrigerante) por 3 meses.

7. Ficar sem comidas insdustrializadas por pelo menos 1 mês.

8. Monitorar minha pressão sanguinea semanalmente.

Metas financeiras

1. Obter rendimentos melhores do meu portfolio e reavaliar a distribuição dos meus ativos anualmente.

2. Acumular 1 milhão de reais

3. Evitar déficit de consumo

4. Trocar meu carro urbano  (no momento, o Volvo C30 está no topo da minha lista).

5. Desenvolver uma política de investimento

6. Comprar um moradia definitiva

7. Construir/comprar uma casa fora da cidade

8. Comprar um carro off-road.