Os diversos caminhos para a aposentadoria

“Trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho. Aposentadoria.”

Essa foi a definição do caminho para aposentadoria utilizada pela professora da New York Universtiy Sewin Chan num simpósio há alguns anos. Contudo, esse caminho pode estar mudando. A pesquisa da professora Chan indicou que 1/3 dos aposentados entre 1992 e 2004 retornaram ao mercado de trabalho. Hoje o caminho nos Estados Unidos está mais para:

“Trabalho, Trabalho, Trabalho. Aposentadoria (por um tempo). Trabalho. Aposentadoria? ”

Aqui no Brasil eu não encontrei pesquisa semelhante. Segundo o censo de 2010, 11,3% da população brasileira já tem mais de 60 anos o que representa quase 22 milhões de pessoas. Ainda segundo o censo, aproximadamente 72% das pessoas com mais de 60 anos possuem rendimento menor que 2 salários mínimos e 77% são aposentados e/ou pensionistas. Minha leitura do caminho para a aposentadoria brasileiro ainda está mais para o primeiro caso mas contando com a sorte para a aposentadoria: “Trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho. Aposentadoria?.” Só que no caso dos brasileiros, a aposentadoria não me parece muito planejada. Pelos dados de renda acima, a grande maioria das pessoas depende de um benefício de aposentadoria equivalente ao salário mínimo concedido pela previdência social. Se excluirmos os servidores públicos que geralmente possuem um benefício de aposentadoria próprio, me parece seguro dizer que a grande maioria dos brasileiros ainda não toma atitudes pró-ativas  em relação ao planejamento da sua aposentadoria.

Por aposentadoria não quero dizer ócio. Mas sim liberdade de escolha. Ter condições financeiras para poder escolher fazer o que tiver vontade ou fazer nada pela quantidade de horas que quiser.  Já falei muitas vezes sobre a aposentadoria, mas aqui vai um sumário.

  • Quanto preciso para me aposentar? O volume de recursos depende da idade com que pretendemos nos aposentar e do padrão de consumo. Considerando a expectativa de vida média do último censo do IBGE de 73,4 anos se você se aposentar aos  60 anos precisaria ter recursos para sustentar seu padrão de consumo por mais 14 anos pelo menos. Também é preciso considerar que as despesas mudam ao longo do tempo. É de se esperar que as despesas com saúde aumentem ao longo do tempo, e que outros gastos, como por exemplo o financiamento da casa própria seja eliminado.
  • Quanto preciso investir por mês até me aposentar? De novo, vai depender de quanto tempo você tem até a data da aposentadoria, da renda que você quer ter durante a aposentadoria e de indicadores de inflação, rendimento das aplicações e alíquotas de imposto de renda. Existem algumas calculadoras disponíveis na internet para ajudar com esse cálculo, aqui vai um exemplo.
  • Onde investir? Existem diversas opções de investimentos que atendem a aposentadoria. Uma recomendação muito comum é diversificar. Não colocar todas as fichas no mesmo lugar. Há ainda os planos de previdência complementar e fundos de pensão patrocinados pelo empregador que podem gerar diferimento ou benefícios de imposto de renda. Já falamos disso em outro artigo.

O mais importante na minha opinião é começar a separar um dinheiro para o seu projeto de aposentadoria, seja ele qual for.

Deixe uma resposta

Fechar Menu