Metas para 2018

Metas para 2018

Já disse muitas vezes que um aspecto importante do planejamento financeiro é estabelecer metas. Algumas pessoas costumam estabelecer suas metas como parte das resoluções de ano novo.

Outras nem se incomodam em estabelecer qualquer meta. Eles preferem – talvez de forma inconsciente – confiar na sorte.

“The best luck of all is the luck you make for yourself.”

Douglas MacArthur

Eu, particularmente, costumo revisitar minhas metas na época do meu aniversário. Não sei bem porquê. Todo ano eu procuro avaliar o que aconteceu no ano anterior e estabelecer novas metas ou talvez a melhor definição seja novos desafios.

Antes de começar, é bom esclarecer que metas são algo mais substancial que sonhos e desejos. Talvez tenham iniciado como parte de um sonho ou desejo – algo que indica como transformamos um desejo em algo real.

O plano de ação é especialmente importante quando falamos de metas financeiras, uma vez que elas normalmente exigem um investimento de dinheiro ao longo do tempo que pode ou não significar uma mudança nos nossos hábitos.

De acordo com um estudo de 2017 preparado por NerdWallet as metas financeiras mais urgentes dos americanos eram:

  1. Pagar dívidas (58%)
  2. Economizar mais dinheiro (53%)
  3. Evitar endividamento adicional (42%)
  4. Economizar para as férias (31%)
  5. Abrir uma conta de previdência complementar, ou aumentar as contribuições para uma conta existente (28%)
  6. Comprar um carro (27%)
  7. Comprar uma casa (23%)
  8. Começar um negócio (10%)
  9. Economizar para ter filhos (8%)
  10. Economizar para a festa de casamento (8%)

No Brasil, não é muito diferente, segundo a pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), entre as principais metas financeiras dos brasileiros para 2018 estão juntar dinheiro (45%) e sair do vermelho (27%). O interessante dessa pesquisa é que também procura identificar o que os brasileiros estão dispostos a fazer para atingir esses objetivos. A maior parte dos entrevistados deve evitar o uso do cartão de crédito (26%), organizar as contas da casa (25%) e aumentar a renda fazendo trabalhos extras (22%).

Eu me junto os 45% que pretende juntar dinheiro ou aumentar a minha reserva financeira em 2018. Minha meta é incrementar meus investimentos em aproximadamente 34% considerando investir 20% da nossa renda líquida e o rendimento médio esperado para a minha carteira.

Além disso, tenho outras metas para o ano. Como já comentei por aqui estou num desafio de passar um sem comprar roupas e também estou tentando ser mais saudável, o que significa perder peso, retomar atividade física, etc.

E você, o que pretende? Responde a pesquisa no link, leva menos de 5 minutos.

Artigos anteriores sobre o tema:

Dica para a felicidade: Abandone as metas de médio e longo prazo de vez em quando

A incerteza do futuro não é desculpa para a sua falta de planejamento financeiro

Tarefa 29: Estabeleça metas

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu