Metas para 2011

Só para validar a noção geral de que ano no Brasil começa depois do Carnaval, vou falar em metas para 2011 na quarta-feira de cinzas.  Assim como no ano passado, procurei limitar as frentes de atuação para esse ano. Relembrando os conceitos básicos que me auxiliam no estabelecimento de metas:

  • Defina o que é importante para você. Dinheiro não traz felicidade. Perseguir metas financeiras alinhadas com os nossos valores é que traz felicidade. Então é preciso considerar o que é importante para você, economizar para o futuro ou satisfazer um sonho de consumo do momento.
  • Olhe para a frente, não para trás. Foque suas metas no futuro, no destino que pretende atingir e não na sua situação atual.
  • Dê um passo de cada vez. É vital para a sua meta se concretizar que você a desdobre em ações menores que precisam ser tomadas diariamente para levá-lo em direção ao objetivo estabelecido.
  • Mantenha a sua meta na cabeça. Revisite regularmente as metas estabelecidas. Analise seu progresso periodicamente.
  • Use um parceiro como fiscal. Tenha alguém para quem prestar contas.
  • Seja paciente. O progresso muitas vezes pode parecer lento, lembre-se que uma jornada é composta de pequenos passos pelo caminho.
  • Não se abale com os pequenos desvios. O carro quebrou, ou alguém ficou doente, pode representar uma redução no valor estabelecido para investimentos. Lembre-se que a vida é sempre cheia de imprevistos mas que no longo prazo nossas metas nos encaminham para a direção de nossos sonhos.

Meta número 1 – Saúde e bem-estar

No ano passado estabeleci uma meta de redução de peso que foi parcialmente atendida. Em 2011, decidi ampliar esse conceito para incluir, além da redução de peso, aspectos relacionados a manutenção da saúde e bem-estar. Em linhas gerais, a meta  busca melhorar a minha qualidade de vida através da redução de peso (6kgs) através da reeducação alimentar permanente e atividade física regular bem como gerenciamento de stress que será monitorado através de indicadores como pressão arterial, nível de colesterol, qualidade do sono, etc dentro dos padrões indicados para a minha idade.

Meta número 2 – Melhorar o retorno dos investimentos

No ano passado, nossa meta era investir 20% da renda apenas. Esse ano, nossa meta diz respeito a qualidade dos nossos investimentos. Vamos continuar aprimorando o conceito de orçamento doméstico e ainda mantendo o nível de investimento em 20% da renda. No entanto, a meta é melhorar a rentabilidade (8% ao ano líquido de impostos e inflação) através da busca de novas alternativas de investimentos.

Meta número 3 – Aprender algo novo ou ampliar o conhecimento alternativo

A terceira meta para o ano e desenvolver uma habilidade alternativa. Algo que eu possa usar no futuro quando a minha carreira atual se esgotar. Tenho observado que a maioria das pessoas que eu conheço não se prepara adequadamente para a aposentadoria. E não estou me referindo ao lado financeiro, ainda que este seja de extrema importância e exija atenção desde cedo, mas sim a questão de estilo de vida, o que fazer com o tempo anteriormente dedicado à carreira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu