2013.27 – Regras de conduta com o cartão de crédito

agosto 3rd, 2013 by Tatiana Leave a reply »

O cartão de crédito muita vez fica com o papel de vilão da história. No entanto, temos que reconhecer que o crédito em si não é bom nem ruim em essência. Que é o seu uso que definem as consequências para a nossa vida: boas ou más.

O cartão de crédito traz a praticidade e os benefícios (milhas, descontos, etc) como atrativos para o seu uso. Apesar das taxas de juro do cartão de crédito serem muito superiores de crédito o cartão ainda poderia ser usado como um meio de pagamento a vista. Como comparação a poupança rendeu cerca de 0,45% no último mês enquanto as taxas do cartão de crédito giram em torno de 9% ao mês.

O cartão deve ser considerado um meio ou ferramenta de pagamento mas não deve ser usado para desvios do orçamento da família. Então cuidado as armadilhas. Seguem algumas como referência:

  • Uso indiscriminado do cartão. O limite nunca deve ser considerado como renda adicional. Pague sempre o valor integral da fatura.
  • Parcelar as compras sem juros. A taxa zero dos produtos vendidos a prazo pode esconder uma armadilha de preços, segundo Dana. Normalmente, os juros ficam escondidos no valor total do eletrodoméstico ou móvel, por exemplo. Somadas as parcelas, é preciso ver quanto custaria o bem à vista. Peça sempre desconto para pagamento a vista!
  • Obsessão por milhas. Juntar pontos no cartão para trocar por passagens aéreas é uma estratégia para estimular o uso desse tipo de pagamento. Afinal, quanto mais se gasta, mais milhas se acumula. O apetite por pontos pode desencadear o descontrole no consumo.

Se você não consegue se controlar, deixe o cartão em casa.

 

Advertisement

Deixe uma resposta

You must be logged in to post a comment.