2013.14 – Sorte de principiante?

abril 20th, 2013 by Tatiana Leave a reply »

No último dia 15, a Zero Hora publicou uma reportagem intitulada “Educação financeira começa na infância” cujas lições reproduzo a seguir:

Lições de economia infantil

O economista Alfredo Meneguetti mostra as cinco lições que podem ajudar os pais a falar sobre finanças com as crianças. Confira:

1. Mostre para as crianças que as coisas que ela têm em casa não são dadas, que há um custo diário para manter a vida funcionando. Explique que a água da torneira e a luz da sala são pagas pelos pais e, portanto, precisam ser economizadas.

2. A partir dos seis ou sete anos, a criança deve acompanhar os pais nas compras do supermercado. Explique o custo dos produtos, mostre o quanto se gasta para comprar a carne, a massa, o leite. Assim, ela vai assimilando os valores.

3. Nesta mesma idade, comece a dar algum dinheiro semanalmente para a criança. Pode ser um valor pequeno, de R$ 15. Ela vai administrar essa quantia e perceber que, se gastar tudo no mesmo dia, não terá mais depois.

4. Compre um porquinho para que a criança possa ter uma poupança ao começar a administrar seu dinheiro. Este é um recurso antigo e pouco usado atualmente, mas muito eficaz, pois o valor depositado nele não pode mais ser usado quando quiser. Essa distância do dinheiro é importante.

5. Estabeleça metas com as crianças, seja de uma quantia a ser economizada ou de alguma compra. Os pais devem construir e realizar os sonhos com as crianças, fazendo com que elas participem desse processo.

Eu não tenho filhos. Mas não consigo deixar de imaginar que uma mudança na nossa atitude em relação ao dinheiro é bem mais difícil quando só começamos a trabalhar a disciplina das finanças na idade adulta. E em alguns casos, é a mais pura sorte que mantém o indivíduo flutuando. Nos últimos anos, o número de jovens endividados tem aumentado exponencialmente com o maior acesso ao crédito. Quem não usou o limite da conta universitário quando nem tinha emprego que atire a primeira pedra.

O ponto que eu queria fazer aqui, se você tem filhos, lembre-se que a forma como você administra as suas finanças é o modelo de comportamento que o seu filho muito provavelmente seguirá.

 

Advertisement

Deixe uma resposta

You must be logged in to post a comment.