Archive for janeiro \26\UTC 2013

2013.04 – As regras da Suze Orman

janeiro 26th, 2013

Na semana passada falei do Dave Ransey, então nessa vou falar da Suze Orman. A Suze Orman tem um programa semanal na TV americana sobre finanças pessoais que eu também tenho assistido como podcast através do itunes. Eu comecei a assistir esses podcasts como uma forma de manter o meu inglês afiado e também aprender um pouco sobre os temas que me interessam: nutrição, espanhol, finanças pessoais e fotografia basicamente.

Voltando ao programa da Suze Orman. Normalmente o programa tem alguns quadros recorrentes. Por exemplo, o  “one on one”, onde ela avalia a situação de uma pessoa (normalmente a beira de um colapso financeiro) e dá conselhos para sair do buraco.  Já no “how am I doing?“, a Suze avalia se a pessoa vai conseguir atingir a meta proposta, normalmente a aposentadoria em alguns anos. E, o meu favorito e mais engraçado, “can I afford it?”, quando ela aprova ou recusa o desejo de consumo das pessoas. O que eu acho mais engraçado nesse quadro é que mesmo quando ela é aprova uma pessoa que claramente tem os recursos para comprar o que deseja, ela normalmente critica aqueles desejos de consumo que considera fúteis.

Além do programa, a Suze Orman tem livros, ferramentas onlines, etc. Você pode saber mais sobre ela no seu site.

O que eu acho mais interessante no discurso dela são as regras.. Ela criou uma série de regras para diversas situações. Por exemplo, 8 regras da Suze Orman para as compras de fim de ano:

  1. Confie nos seus instintos. Sempre que sentir medo de gastar dinheiro, tome como um sinal de que está gastando dinheiro que não tem para impressionar uma pessoa que nem conhece ou gosta.
  2. Lembre-se do que se trata realmente o ato de dar presentes. As festas de Natal são a respeito de dar presentes. Mas um presente verdadeiro é o tempo dedicado, o carinho, a experiência conjunta, a consideração pelo outro.
  3. Não leve 5 anos para pagar 1 presente. Se você está comprando um presente que precisará parcelar por muito tempo, a probabilidade é de que o presenteado nem se lembre do presente quando você terminar de pagá-lo.
  4. Você está disposto a pagar 3x o preço? Com as taxas de juros atuais, um financiamento longo ou rolar o saldo do cartão de crédito pode multiplicar o custo do presente.
  5. Evite a obrigação de dar presentes. Se você não tem dinheiro sobrando, a probabilidade é de que a pessoa que estás presenteando também não o tenha. Seja honesto consigo e com os demais.
  6. Faça uma pergunta simples. Pergunte as pessoas o que elas ganharam de Natal no ano anterior. Repare no olhar delas.É provável que elas nem se lembrem.
  7. Junte os amigos e doe o presente. Porque não reunir com os amigos e ao invés de trocar presentes, propor levantar fundos para uma ONG ou para outra caridade.
  8. Troque para economizar. Dê uma olhada em casa. Você provavelmente tem coisas que nunca usou e podem ser vendidas num brechó ou mesmo presenteadas para alguém.

De novo, não estou endossando a Suze. Mas quanto mais opiniões sobre o tema melhor. Como Suze sempre diz no fim do show: “First people, then money, then things. Now you know.”

2013.03 – O método de Dave Ramsey

janeiro 19th, 2013

Nos útlimos meses eu tenho ouvido o programa de rádio de Dave Ramsey como podcast através do itunes. É um programa de rádio onde as pessoas ligam para fazer perguntas sobre finanças pessoais ou mesmo para gritar a todo volume que se livraram das dívidas (I’m debt free!). O programa é norte-americano então muitos dos temas não são diretamente aplicáveis a nossa realidade, mas os conceitos básicos servem para qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo.

Até onde eu pude apurar, Dave Ramsey é um típico americano que se endividou até ter que pedir insolvência civil. Depois de perder tudo, ele e a esposa começaram a estudar finanças pessoais lendo tudo que encontraram, entrevistando pessoas que criaram fortuna e foram capazes de mantê-la. Nesse caminho, Dave dedicou-se primeiramente ao ramo imobiliário mas no meio do caminho pegou um desvio e começou a compartilhar sua experiência e conhecimento com outros e construiu uma organização gigante em torno do ensino de finanças pessoais. Para mais informações sobre Dave, visite o seu site.

O plano de recuperação financeira do Dave é baseado em 7 passos (Baby steps):

  1. Acumular um fundo de emergência de $1.ooo (é doláres porque ele é norte-americano, mas podemos usar a mesma referência para reais) – um fundo de emergência é para aqueles eventos inesperados da vida que não podemos planejar: a perda de um emprego, uma gravidez inesperada, um defeito no carro, e uma lista enorme de outras coisas que a vida pode jogar na gente. $1.000 é apenas o começo de um fundo de emergência, mas vai protegê-lo da Lei de Murphy durante a sua luta contra o endividamento. Se uma emergência acontecer, você vai poder lidar com isso sem assumir mais dívidas. A idéia é quebrar o ciclo.
  2. Eliminar o endividamento usando o método Snow Ball (bola de neve) – Liste todas as suas dívidas, exceto pelo financiamento imobiliário, em ordem crescente pelo saldo. O menor saldo é a sua prioridade. Não se preocupe com as taxas de juros inicialmente. A idéia é que você precisa de vitórias imediatas para ganhar momentum no processo de eliminação de dívidas e manter-se motivados. Finanças pessoais, segundo o Dave, é 20% conhecimento e 80% hábito.
  3. 3 a 6 meses de despesas na poupança – Assim que completar os dois passos iniciais, é hora de acumular um fundo de emergência sólido. Determine qual o valor das suas despesas mensais e dedique o valor que você vinha pagando as dívidas para o seu fundo de emergência. O fundo de emergência não é um investimento. Esses recursos devem ser mantidos em uma aplicação livre de risco e de resgate imediato como a nossa velha conhecida poupança.
  4. Investir 15% da renda para aposentadoria – O próximo passo no plano de Dave é começar a investir para a aposentadoria. Obviamente ele trata das opções disponíveis nos Estados Unidos, mas podemos considerar aqui os planos de previdência, fundos de pensão patrocinados pelos empregadores e a auto-gestão. Ele não recomenda investir mais de 15% para a aposentadoria pois os recursos adicionais serão necessários para os próximos passos do programa.
  5. Fundo para faculdade dos filhos – Se você tem filhos, é bom estimar quanto será necessário para a faculdade e começar a investir considerando a rentabilidade atual dos investimentos disponíveis. Se não tem filhos, pode fazer o mesmo plano para o seu desenvolvimento profissional. Nos Estados Unidos não existem opções gratuitas para a faculdade, há uma grande variedade de bolsas, mas na falta dessas as pessoas precisam custear os estudos o que pode chegar a mais de $100.000 dólares dependendo da reputação da escola e do campo escolhido. Se o seu filho passar numa universidade gratuita, use o dinheiro para outra coisa.
  6. Antecipar o pagamento da dívida da casa – Depois do acumular o fundo de emergência, do 15% para aposentadoria e do fundo para a faculdade dos filhos, destine todo recurso adicional para antecipar o pagamento da dívida da sua casa. Não ter nenhum pagamento para fazer é uma benção e está ao alcance de todos.
  7. Construa riqueza e compartilhe – Se você chegou até aqui, construa riqueza e deixe uma herança para as gerações futuras. Ajude a quem puder pelo caminho.

Obviamente outras conceitos estão incorporados nesse plano de 7 passos como por exemplo: orçamento, frugalidade, etc.

Não estou endossando o plano do Dave. Meu conselho continua o mesmo: faça o que funciona para você. Mas sempre é bom ter alguma direção para seguir.

2013.02 – O que fazer com o dinheiro em 2013?

janeiro 12th, 2013

Aquecimento da economia brasileira, medidas para combater a crise na Europa, acordo aprovado no Congresso americano para evitar a recessão em 2013. Todas essas notícias lembram o cenário otimista previsto para 2012 que não se concretizou.

Um fato que parece ter vindo para ficar é a redução dos juros na economia brasileira e, consequentemente, da rentabilidade das aplicações financeiras de renda fixa e baixo risco. O brasileiro vai ter que fazer ginástica e sair da dupla poupança/fundo di para melhorar a rentabilidade dos seus investimentos.

Outro efeito colateral do ambiente de juros baixos é que o prazo para acumular recursos necessariamente é maior. Essas condições reforçam a necessidade de começar a acumular recursos para aposentadoria o mais cedo possível e de ser disciplinado em relação aos seus investimentos.

Nos últimos dias, diversos artigos tem sido publicado indicando alternativas de investimento para buscar uma rentabilidade melhor como por exemplo os fundos imobiliários e títulos de dívida imobiliária, de infraestrutura e do agronegócio, ambos isentos de Imposto de Renda. Sem pagar o IR, os fundos imobiliários chegam a render 0,7% ao mês ou 8,73% ao ano líquidos.

Uma das variáveis mais importantes na economia brasileira ainda é a inflação. Se a inflação romper o teto da meta (6,5%), o Banco Central se verá obrigado a elevar os juros. Quem acredita nesse cenário deve preferir os fundos DI e os títulos pós-fixados, como as LFTs do Tesouro Direto.

Em 2012, a combinação não usual de inflação alta e taxa de juros baixa (normalmente quando a inflação sobe, o Banco Central eleva também as taxas de juros) impulsionou as aplicações atreladas ao IPCA, que tiveram rendimentos próximos de 20%.

Para escolher as melhores alternativas de investimentos é preciso considerar a sua tolerância ao risco, as taxas de administração e a tributação incidente sobre a opção de investimento sendo considerada.

2013.01 – Calendário Financeiro

janeiro 5th, 2013

A Zero Hora do dia 02/1/2013 trouxe um calendário financeiro (reproduzido abaixo) que pode auxiliar no seu planejamento das despesas do ano. Se você exagerou nas compras de Natal e foi surpreendido pelas contas do início do ano (IPVA, IPTU, anuidades profissionais), esse calendário pode lhe ser muito útil.

Uma parte desses prazos se repetem praticamente inalterados todo ano, então podem ajudar até com um planejamento plurianual.

Janeiro

01 – Entrou em vigor o novo salário mínimo nacional, no valor de R$678, reajuste de 9%.

02 – Último dia para pagar IPVA com todo o desconto possível, que chegou a 23,05% em 2013, e o IPTU de Porto Alegre com desconto de 20%.

31 – Termina o prazo das alíquotas reduzidas de IPI para móveis e eletrodomésticos. Também é o último dia para o pagamento do IPVA com desconto de até 17,55%.

Fevereiro

Devemos começar a sentir a redução nas contas de luz. Em fevereiro, expira o prazo para pagar o IPTU com desconto em diversas cidades. É o mês do Carnaval, se você pretende viajar é bom se planejar desde já para as despesas.

01 – Entram em vigor os novos valores do piso regional, utilizado para remunerar empregado doméstico, por exemplo: R$770 (faixa 1), R$787,73 (faixa 2), R$805,59 (faixa 3) e R$837,40 (faixa 4).

28 – É o último dia para pagar o IPVA com desconto de 16,7%.

Março

15 – Em 1 de abril, sobem as alíquotas do IPI para carros. Se você deixou para trocar em março, então comece a pesquisar antes que a correria dos últimos dias atropele seus planos.

25 – Atenção: começa a última semana para comprar ovos de Páscoa. Lembre-se: nos últimos dias, os preços costumam cair, mas a oferta também é menor.

28 – É o último dia para pagar o IPVA com desconto de até 15,85%.

Abril

Passados os gastos de início de ano com impostos e férias, é uma boa hora de começar a guardar, todo mês, dinheiro para pagar à vista contas de fim de ano e garantir férias mais confortáveis.

Maio

12 – Dia das Mães. Lembre-se de pesquisar presentes e preços com antecedência.

Junho

Caso não haja nova prorrogação, termina neste mês o IPI para móveis, linha branca e automóveis. Se você está pensando em trocar o carro, o estofado ou a geladeira, esta é a última chance para pagar menos.

12 – Dia dos Namorados. Planeje -se. Quem sabe um jantar romântico em casa?

Julho

Período de férias escolares. Também alta temporada em vários destinos. Faça uma previsão de gastos antes de sair de casa e evite decisões por impulso.

Agosto

11 – Dia dos Pais. Pesquisar com antecedência pode garantir presentes com melhores preços. Faça as contas para saber quanto poderá gastar sem entrar em aperto.

Setembro

20 – O 20 de setembro é uma sexta-feira e será um dos poucos feriadões do ano. Se você pretende viajar, planeje antes para garantir os melhores preços.

Outubro

12 – Dia das Crianças.

Novembro

15 – Também será uma sexta-feira e um dos poucos feriadões do ano. Planeje-se.

30 – Pagamento da primeira parcela do Décimo Terceiro Salário.

Dezembro

O Natal está chegando e é hora de fechar a lista para evitar gastar mais do que o necessário com compras de última hora e fugir da correria da véspera.

20 – Segunda parcela do Décimo Terceiro Salário

24/25 – Natal

31 – Se esse calendário ajudou, que tal planejar 2014?