Archive for maio \28\UTC 2012

Tarefa número 15: Não gaste um tostão hoje

maio 28th, 2012

Não gaste um tostão hoje.

O desafio de hoje ou de amanhã se preferrers é passar o dia sem gastar. Isso memo, você pode deixar a carteira no criado mudo. Fique a vontade para definir “gastar nada” como quiser.. É claro que você precisa ir trabalhar, pagar o almoço, etc.. O propósito é só não adquirir nada novo, não estou pedindo para abrir mão do transporte, da eletricidade, etc..

Algumas dicas para ajudar a passar o dia.

  • Preencha o seu tempo com atividades gratuitas. Se estiver trabalhando, não deve ser muito difícil. Se não estiver, vá caminhar no parque, ler, ouvir música, arrumar a casa, etc..
  • Não passe fome, cozinhe! Uma forma de economizar é fazer a própria refeição.  Tenho esperança que encontrarás ingredientes frescos na cozinha esperando para ser cortados, refogados, marinados, ou o quer que seja a sua preferência.
  • Fique longe dos bares. A probabilidade é que você gaste dinheiro num bar é altissima.

Se chegares ao fim do dia sem gastar um tostão, parabéns!

Tarefa número 14: Monte um orçamento

maio 22nd, 2012

Crie um orçamento.

Agora sue você já examinou com carinho os detalhes do seu quebra-cabeça financeiro (ou eu assim espero), é hora de começar a construir o modo mais eficiente para atingir as metas estabelecidas.

Criar um orçamento realista e administrável é essencial para atingir essas metas. Na maioria das vezes, todos sabemos quanto dinheiro ganhamos em um mês, também temos uma boa idéia das despesas recorrentes (aluguel, serviços públicos, financiamento do carro, etc).

Existem diversos recursos disponíveis para ajudar com o orçamento. Existe um número significativo de aplicativos para o seu smartphone disponível no mercado. Eu uso uma planilha de Excel. Não há um forma mais correta de orçamento, mas considere essas dicas:

  • Primeiro aloque um valor para todas as suas despesas. Isso deve incluir aluguel, serviços básicos, pagamentos de dívidas. Todas as despesas, mesmo aquelas que acontecem uma vez por ano devem ser consideradas na proporção 1/12 no orçamento do mês.
  • Em seguida comece a poupar, tanto para o longo prazo (aposentadoria) como para o curto prazo (fundo de emergência, metas de consumo).
  • Separe uma verba razoável e fix a para você se presentear com o que quiser de tempos em tempos. Claro que só vale se presentear se cumprires o orçamento.
  • Se o primeiro método não funcionar, não perca a coragem! Manter um orçamento é pessoal e pode ser muito difícil. Você talvez precise rever a alocação várias vezes até chegar no model que atenderá melhor as suas necessidades. Você é o encarregado da sua vida; seu orçamento deve ser uma fonte de conforto para você e não de stress.

Tarefa número 13: Faça uma lista do que você precisa

maio 21st, 2012

Em primeiro lugar, peço desculpa pelo prolongado silêncio. Nesse período entre meu último artigo e hoje, muita coisa aconteceu conosco. Compramos uma cobertura, fizemos uma reforma, voltei a Nova Iorque. Todos esses eventos são um bom tema para um artigo em separado.

Por hoje vamos retomar a nossa lista de tarefas com a décima terceira atividade: faça uma lista do que você precisa.

Classifique o seu gasto entre “necessário” e “desnecessário”.

Agora que você tem uma boa noção sobre onde o seu dinheiro está sendo gasto, é o momento de começar a planejar o futuro. Na próxima tarefa estabeleceremos um orçamento, mas antes de fazermos isso, vamos cortar a gordura.

É saudável fazer duas listas – gastos necessários e desnecessários.  Decida o quão essencial é cada despesa da sua vida, e as inclua na lista apropriada. É mais fácil preencher a lista dos gastos necessários. A minha inclui coisas como condomínio, supermercado, verba para restaurantes e para viajar.

Hábitos como comprar compulsivamente pela internet devem ser incluídos na lista dos gastos desnecessários. Outros itens como novas tecnologias, roupas, livros (eu tenho uma obcessão por livros) também devem ser incluídos na lista dos desnecessários.

Com a lista em mãos, o desafio será ficar sem os itens classificados como desnecessários.