11 ações para quando as suas finanças estão uma bagunça

11 ações para quando as suas finanças estão uma bagunça

1. Obter uma visão clara da sua situação financeira atual.

Quão ruim é a situação? Você precisa saber exatamente onde está. Somente assim você pode estabelecer metas é um plano de ação razoável para sair do buraco. Faça uma lista de tudo que tem e tudo o que deve. Liste também todos os gastos de um mês e todas as fontes de renda.

2. Acesse e avalie.

Agora que você tem todos os números a sua frente, é a hora de descobrir onde estão seus maiores erros de consumo e qual dívida atacar primeiro. Algumas categorias a considerar:

  • valores gastos em itens não essenciais como comer fora, roupas e entretenimento;
  • lista de dívidas;
  • taxas de juro em todas as dívidas;
  • despesas que podem ser reduzidas ou eliminadas como tv a cabo e celular;
  • economias possíveis nos itens essenciais como mercado e serviços (energia, etc)

3. Não entre no jogo da culpa.

A situação é a que é. Você está aqui e agora e vai ter que fazer algo sobre a sua situação, então ficar remoendo o que fez errado não vai ajudar. It is what it is.

Para evoluir e fazer progresso real, é importante saber como e porque você chegou a situação atual de forma a prevenir repetí-la mas não se prenda em remorso. Considere esses erros passados como uma lição e lembre-se deles.

4. Estabeleça objetivos específicos e um cronograma.

Objetivos genéricos e pobres:

  • Quero me livrar das dívidas
  • Quero pedir demissão
  • Quero me aposentar
  • Quero sair de férias

Objetivos específicos e mais úteis:

  • Quero pagar todas as minhas dívidas de cartões de crédito
  • Quero pedir demissão no próximo ano
  • Quero me aposentar aos 55
  • Quero ir ao Hawaii no inverno de 2021

Objetivos melhores ainda:

  • Quero reduzir minha divida em R$25 mil até 31 de dezembro de 2020
  • Preciso acumular um fundo equivalente a 6 meses (ou mais) de despesas para poder pedir demissão até junho do próximo ano.
  • Preciso de uma renda anual passiva de R$120 mil o que com um rendimento de aproximadamente 8% ao ano (o que está cada vez mais difícil de obter com a queda acentuada observada nas taxas de juros) requer que eu tenha um fundo acumulado de aproximadamente R$1,5 milhões até completar 55 anos para me aposentar
  • De acordo com a minha pesquisa a viagem ao Hawaii para mim e meu marido custará cerca de R$20 mil. Preciso acumular esses recursos até meados de abril de 2021 para pagar a viagem prevista para junho daquele ano.

Quanto mais específico foram os seus objetivos, mais fácil é planejar o percurso para alcançá-los. Seja muito claro. Inclua valores e prazos. Não se preocupe em ser muito otimista ou entusiasta.

5. Faça o caminho de volta.

Agora que você tem objetivos muito específicos e prazos, você faz o caminho de volta para definir o que você precisa fazer diariamente para garantir que vai atingir esses objetivos.

Por exemplo, usando a meta da aposentadoria acima:

  • Se você tiver por exemplo 25 anos e nada acumulado até então precisará investir cerca de R$1 mil ao mês considerando um rendimento aproximado de 8% ao ano. Lembrem-se que quanto mais cedo começamos a investir menos é requerido. É o milagre dos juros compostos.
  • Esses R$1 mil precisam vir de algum lugar, então talvez você precise ajustar seu estilo de vida para incluir a contribuição para a aposentadoria no seu orçamento. De novo, seja específico. O que você vai mudar no seu dia a dia para atingir essa meta?

Se você completou essas duas etapas, provavelmente estará em melhores condições para atingir a sua meta. Depois de examinar todas as suas metas, talvez você conclua que seus objetivos são inatingíveis, uma forma de corrigir é rever os seus prazos. O valor da contribuição cai para R$700 se você adiar a aposentadoria até os 60 anos no cenário acima. O pior que se pode fazer aqui,é fazer nada. Alguém atribuiu a Einstein a seguinte citação:

O conceito de insanidade é fazer sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

6. Foco.

Assim como começar uma nova dieta, eliminar dívidas e acumular dinheiro precisa estar no centro da sua atenção. Todas as suas decisões financeiras tem que considerar as consequências que o resultado dessas suas ações terá sobre os seus objetivos. Com o tempo, isso se tornará um processo natural para você.

7. Monitore seu progresso.

No passo 1, você criou uma fotografia da sua situação financeira atual. Você precisa criar uma rotina de atualizar essas informações. Seja através de uma planilha em Excel, um app ou um caderno de notas, você precisa encontrar a forma que funciona para você. Eu faço essa atualização mensalmente, a frequência fica a seu critério.

8. Seja flexível e ajuste o prumo quando necessário.

Se você consistentemente não atinge seus objetivos, redefina-os. É importante manter-se motivado comoveu progresso. Em metas tão longas como a aposentadoria por exemplo, talvez seja útil estabelecer objetivos intermediários para ajudar a avaliar o progresso e manter-se motivado.

O oposto é verdadeiro, se estiver fazendo progresso acima do esperado porque não antecipar seus objetivos? Imagine como isso seria motivador para você!

9. Procure apoio.

Porque as pessoas vão até a academia quando muitas vezes dispõe dos mesmos equipamentos em seu condomínio? Ou porque as pessoas procuram grupos de apoio como os Alcoólicos Anônimos para lidar como vício? Porque é mais fácil se manter no curso quando se tem apoio de outras pessoas que compartilham dos mesmos objetivos.

Não faça isso sozinho. Procure um amigo, seus familiares ou uma comunidade on-line. Encontrar apoio é crucial. Não apenas eles estarão teu lado com dicas e experiências semelhantes como servirão de motivação para você. É impressionante como ajudar alguém a atingir seus objetivos, também te ajudará a manter-se no curso para atingir os seus.

10. Pratique disciplina.

A sua mãe provavelmente dizia que você deve comer os vegetais no jantar para ter direito a sobremesa? Vivemos numa sociedade que valoriza a gratificação instantânea. Mas assim como a mãe aconselha ao filho a ser paciente e esperar pela sobremesa temos que lembrar que todo gasto não planejado nos afasta de nossos objetivos.

  • Essa compra me aproxima ou me afasta dos meus objetivos?
  • É uma necessidade ou um desejo?
  • Posso viver sem?
  • Posso acomodar esse gasto sem alterar meus objetivos?
  • Existe uma alternativa mais barata?

Os dias de usar o cartão de crédito por impulso acabaram, é preciso atenção plena no seu dia a dia para atingir seus objetivos.

11. Organize e elimine as tralhas do resto da sua vida.

Provavelmente a essas alturas você percebeu que não é apenas a sua vida financeira que estava em desordem, seu ambiente físico (casa, trabalho, carro) também é uma bagunça. Uma vida organizada é uma benção e ajudará em muito a atingir seus objetivos.

Espero que você tenha sucesso nas sua jornada de equilibrar suas finanças e atingir seus objetivos. Tem dúvidas, entre em contato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu